PAIXÃO DE CRISTO 2017 

“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida; ninguém vai ao Pai, senão por mim” (João 14,6) 


Neste ano de 2017, a Paixão de Cristo será contata à partir do chamado do apóstolo Filipe. Filipe é de Betsaida, a cidade de André e Pedro. Seguidor de João Batista, Jesus o encontra e disse-lhe: Segue-me." Estas palavras, tão cheias de significado e rica bênção para a alma, "Segue-me", (cremos) que tenham sido as primeiras ditas a Filipe. Imediatamente após seu chamado, ele encontra Natanael e o leva a Jesus. É evidente, pela feliz surpresa que respira em sua informação, que eles já tinham conversado sobre essas coisas antes. Seu coração estava agora seguro de sua verdade.
Tendo ouvido o Senhor se referir repetidamente ao Seu Pai, Filipe manifestou um forte desejo de conhecer mais sobre o Pai. As comoventes palavras de nosso Senhor sobre Seu Pai parecem ter causado uma profunda impressão e admiração em seu coração. "Pai, salva-me desta hora" (João 12:27); "Pai, glorifica o teu nome" (João 12:28); "Na casa de meu Pai há muitas moradas" (João 14:2); sem dúvida, tais palavras penetraram profundamente nos corações de todos os discípulos. Mas há uma bela simplicidade sobre Filipe, embora carente de inteligência. "Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta." (João 14:8). Há uma evidente repreensão, se não uma reprovação, na resposta do Senhor a Filipe: "Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai? Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras." (João 14:9-10). Ele era a revelação do Pai em Sua própria Pessoa, e Filipe deveria sabê-lo. Ele já estava a muito tempo com Seus discípulos, e eles deveriam ter visto que Ele estava no Pai, e o Pai nEle, e que Ele iria para o Pai. Eles tinham tanto as "palavras" quanto as "obras" do Filho para convencê-los de que o Pai habitava nEle. Eles tinham ouvido Suas palavras, eles tinham visto Suas obras, eles tinham testemunhado Seu caráter, e essas coisas foram ajustadas e destinadas para trazer o Pai diante deles. Sua própria Pessoa era a resposta para qualquer pergunta. "Eu sou o caminho, a verdade e a vida." Ele é o caminho - o único caminho ao Pai. Ele era a verdade: a verdade quanto a tudo e todos, como são, é apenas conhecida por Ele. Ele é a vida - "aquela vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada".   
  

Clique aqui e entre em contato para mais informações.

A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre."
Albert Einstein
O que é o milagre? Um grande feito ou a simplicidade de uma transformação?
Jesus, em seu tempo realizou diversos deles. Transformou água em vinho, curou doentes, fez andar o paralítico, trouxe Lázaro de volta à vida.
E ao fazer isto, realiza na pessoa de Lázaro o maior milagre. Quando Ele o chama, faz com que Lázaro busque dentro de si o verdadeiro sentido para se viver. Ele deixa seu túmulo que o encerrava, deixa as faixas que o prendiam e o lenço que vendava seus olhos.
A Paixão de Cristo 2014 quer buscar na pessoa de Lázaro, a inspiração para que também nós, deixemos os túmulos que nós mesmos construímos, abandonemos as faixas que nos prendem e o lenço que venda nossos olhos para que livres, possamos realizar também em nós o milagre de aceitar a proposta de Jesus Cristo em nossas vidas.
Sejamos como as borboletas, deixemos a terra, alcemos nosso vôo pelo céu!

Seja você também um parceiro da Paixão de Cristo - clique aqui

 

PATROCINADORES

Clique no logo para entrar no site

 caram 

Seja você também um parceiro da Paixão de Cristo - clique aqui